Monday, October 16, 2006

LPI faz lançamento mundial das provas do nível III no Brasil

Recebi há uns minutinhos no e-mail:
Provas serão aplicadas por Jon 'maddog' Hall e organizadas pela empresa 4Linux, afiliada do LPI e sucessora do LPI Brasil

O Linux Professional Institute - órgão responsável pela certificação em Linux que mais cresce no mundo – realizará no Brasil a primeira aplicação das provas 301 e 302. Elas correspondem ao nível 3 da certificação e qualificam o profissional aprovado como “Administrador Linux Avançado”. As provas ocorrerão na cidade de São Paulo no dia 2 de dezembro, às 10h00, e o número de inscrições será limitado e seletivo. As provas serão gratuitas.


Atualmente, o Programa de Certificação LPI, o LPIC, é composto por 2 níveis, com duas provas cada um. As provas do nível 1 (101 e 102) certificam o profissional como “Administrador Linux Básico” e as do nível 2 (201 e 202), como “Administrador Linux Intermediário”.\n
\n
\nAs provas do nível 3 serão realizadas como \'piloto\' e\nsó poderão fazê-las os candidatos que preencherem\nos pré-requisitos necessários. Os conhecimentos exigidos\npara a prova 301 são Samba, NFS e serviços de\nimpressão. Para a 302, o candidato precisa dominar LDAP e autenticação em rede.
\n

\n
\n“Incluir o Brasil dentre os países\nque irão fazer a prova piloto do nível 3 e ainda com a\npresença de Jon \'maddog\' Hall vem premiar o bom trabalho que o\nLPI Brasil fez nos últimos anos e serve também para\nmostrar a todo o mundo como o Linux é forte aqui no Brasil”,\nexplica José Carlos Gouveia, Gerente para América Latina\ndo LPI.\n
\n
\nA 4Linux será responsável\npela escolha dos candidatos que farão os exames e, por\norientação do LPI Inc, serão escolhidos,\npreferencialmente, os profissionais já certificados LPI\nnível II que estejam trabalhando com Linux. Os escolhidos que\nainda não possuirem a certificação LPI somente\nreceberão a certificação nível 3\napós obterem a de nível 2. Os aprovados na prova piloto\nserão os primeiros profissionais em todo o mundo a receberem o\ncertificado nível III.\n
\n
\n“Fico muito feliz pelo lançamento das provas ser no Brasil e\ntambém por 3 brasileiros terem sido escolhidos pela equipe\nmundial do LPI – que está gerando as questões das provas\n– para fazerem parte deste time. Isso demonstra o alto nível dos\nprofissionais Linux aqui no Brasil”, comemora Rodolfo Gobbi,\nex-presidente do LPI Brasil e diretor geral da 4Linux,\nafiliada do LPI e sucessora do LPI Brasil, organizadora da prova.",1] ); //-->


As provas do nível 3 serão realizadas como 'piloto' e só poderão fazê-las os candidatos que preencherem os pré-requisitos necessários. Os conhecimentos exigidos para a prova 301 são Samba, NFS e serviços de impressão. Para a 302, o candidato precisa dominar LDAP e autenticação em rede.


“Incluir o Brasil dentre os países que irão fazer a prova piloto do nível 3 e ainda com a presença de Jon 'maddog' Hall vem premiar o bom trabalho que o LPI Brasil fez nos últimos anos e serve também para mostrar a todo o mundo como o Linux é forte aqui no Brasil”, explica José Carlos Gouveia, Gerente para América Latina do LPI.

A 4Linux será responsável pela escolha dos candidatos que farão os exames e, por orientação do LPI Inc, serão escolhidos, preferencialmente, os profissionais já certificados LPI nível II que estejam trabalhando com Linux. Os escolhidos que ainda não possuirem a certificação LPI somente receberão a certificação nível 3 após obterem a de nível 2. Os aprovados na prova piloto serão os primeiros profissionais em todo o mundo a receberem o certificado nível III.

“Fico muito feliz pelo lançamento das provas ser no Brasil e também por 3 brasileiros terem sido escolhidos pela equipe mundial do LPI – que está gerando as questões das provas – para fazerem parte deste time. Isso demonstra o alto nível dos profissionais Linux aqui no Brasil”, comemora Rodolfo Gobbi, ex-presidente do LPI Brasil e diretor geral da 4Linux, afiliada do LPI e sucessora do LPI Brasil, organizadora da prova.
\n
\n
\nPor ser uma prova piloto, o tempo de execução de cada\nprova vai ser maior do que o normalmente utilizado, e\nserá de aproximadamente 3 horas, diferentemente das 1h30min das\nprovas regulares. O resultado sairá em fevereiro de 2007. “As\nprovas piloto são sempre utilizadas quando uma nova prova ou\nversão é lançada e servem para ajustar o tempo da\nprova, avaliar a clareza do enunciado e o grau de dificuldade, entre\noutras coisas”, explica Gobbi.
\n
\n
\nPara participar, o interessado deve enviar um curriculum para lpi@4linux.com.br
comprovando suas atividades exercidas\nem Linux. A prova é gratuita e será na cidade de\nSão Paulo, em local ainda a ser definido. A lista dos escolhidos\npara fazer as provas será publicada no site www.lpibrasil.com.br até o dia 20 de novembro de\n2006.
\n
\n\n",0] ); //-->

Por ser uma prova piloto, o tempo de execução de cada prova vai ser maior do que o normalmente utilizado, e será de aproximadamente 3 horas, diferentemente das 1h30min das provas regulares. O resultado sairá em fevereiro de 2007. “As provas piloto são sempre utilizadas quando uma nova prova ou versão é lançada e servem para ajustar o tempo da prova, avaliar a clareza do enunciado e o grau de dificuldade, entre outras coisas”, explica Gobbi.


Para participar, o interessado deve enviar um curriculum para lpi@4linux.com.br
comprovando suas atividades exercidas em Linux. A prova é gratuita e será na cidade de São Paulo, em local ainda a ser definido. A lista dos escolhidos para fazer as provas será publicada no site www.lpibrasil.com.br até o dia 20 de novembro de 2006.

OHOOOO!!!!