Friday, June 22, 2007

brpay.com.br: da pra confiar?

Dá pra confiar no Brpay? Ainda não é nesse post que poderei responder definitivamente essa pergunta, mas pretendo fazê-lo em breve. Estou aguardando a resposta do suporte técnico deles pela segunda vez por causa de problemas técnicos no serviço, mas depois comento o resultado disso especificamente.

Mas como consumidor blogueiro, me sinto na obrigação de desabafar minha parcial frustração com eles, assim com fiz antes sobre a FNAC. Aparentemente, o site do BRPay tem erros técnicos grosseiros.

Estou fazendo testes do sistema de cobrança deles e ao tentar comprar um item, o seguinte erro aparece:

(aviso: o texto a seguir foi escrito em modo "garoto enxaqueca")



BRPAY - “Houve erro ao tentar salvar os itens.”

"Houve erro ao tentar salvar os itens."

<div class="garoto-enxaqueca">Isso é um exemplo grotesco de uma péssima mensagem de erro, na minha nada humilde opinião. Não quero desrespeitar os programadores do BRPay - mas isso é tosco! Não há nada mais amador do que apresentar um erro genérico ao usuário.[1]

Pôxa, se eu passei dados incorretos do meu formulário para o site deles, eles devem me dizer onde foi que eu errei. Ou eu vou ter que entrar em contato com o suporte técnico toda vez que isso acontecer? A expressão é "retornar o erro" e não "ocultar o erro".

Por outro lado, se o erro foi no lado deles, já se passaram alguns dias e eles deveriam já ter investigado os logs do servidor e consertado isso antes que qualquer um reclamasse. Mas eu reclamei no dia 21, e a resposta que recebi foi mais ou menos "Olá Yves, mostre-nos o seu site de compras e iremos verificar". Que decepção. Tudo por causa de uma mensagem de erro em tosco-mode.

Bem, eu não estava irritado até então, juro por Deus que não. Eu estou agora, como já notaram, mas por outros motivos. Ao preencher o formulário de atendimento no site deles, me irritei com 3 coisas:

1) O formulário tem limite de 2000 caracteres. Sendo um formulário para suporte técnico, não vejo sentido. Só o <form>..</form> que eu colei tinha 1136. Caros desenvolvedores de software, não inventem moda. KISS!!!!

2) Após escrever a mensagem de 2000 caracteres, apertei <Enviar> mas, mesmo já estando logado, me foi mostrada a tela de login novamente. Informei minhas credenciais e ao submetê-las, voltei para a tela do formulário de atendimento e minha mensagem havia sumido.

3) Ok. Escrevi novamente, salvei no gedit e enviei. Pã. Outro erro. Uma mensagem ainda mais genércia dizia algo como: "Houve um erro. Seu e-mail é yves.junqueira@gmail.com e a data do erro foi 23 de Junho de 2007 às 03:30". Faz-me rir. E chorar.

Esses caras não fazem teste de software? Alguns poderia apontar ironicamente para a presença de ".aspx" na URL, mas eu sei que há programadores POG em todas as searas do desenvolvimento de software.

Não quero ser injusto, portanto deixo claro que estou só especulando aqui. Ainda estou aguardando uma nova resposta do suporte. Ainda acho o BRPay uma opção viável.

Depois envio um trackback com o resultado dessa ladainha. Mas bem. O brpay serve para terceirizar o sistema de cobrança de um negócio online. Se o site deles for mesmo instável e mal programado, como eu vou querer correr o risco de perder vendas porque meu cliente tentou mas não conseguiu comprar?

Isso aconteceu ontem com a Carla, minha esposa. Ela tentou comprar um produto em dois sites diferentes e sempre dava erro. Em um deles ela descobriu que o campo "número" do endereço não podia ser "sn". Funcionou quando ela colocou "0". Mas isso ela descobriu sozinha porque o erro não indicava. Isso tudo me fez lembrar um texto do Stephen J. Friedl sobre formulários burros que li há alguns anos.

Ok.</div>

[1] Na verdade tem, que é programar dando nomes de frutas à variáveis: "abobrinha = 10; cebola = True;", como eu já ouvi que tem gente que faz.

UPDATE: muitos dias se passaram. Recebi uma reposta deles depois de muito insistir, inclusive pelo telefone. A reposta basicamente dizia que o problema era conhecido mas não ocorria com todas as contas, e sugeria algumas soluções de contorno, que não me atendiam, com enviar uma cobrança por e-mail, ou não adiantaram, como criar uma nova conta.

Fico surpreso com tanta demora em resolver essa falha. Pra piorar, as alternativas disponíveis no Brasil de terceirização de cobranças não me agradam. A F2B , apesar de cara, é bem falada por aí. Mas tem alguns formulários e códigos que não funcionam no Firefox ou Epiphany. Os outros eu não consigo levar a sério.

UPDATE 2:   Tentei a F2B. Não gostei. Pude ver que a BRPay é bem mais interessante e simples. E tem funcionado muito bem - com exceção da cobrança recorrente.